O Mosteiro de Santa Cruz é uma excelente opção de visita em Coimbra, Portugal para os amantes das artes e da história. Sua arquitetura majestosa é belíssima, e nos leva em segundos ao ano de sua fundação, 1131. Seu fundador foi São Teotónio, com mais onze outros religiosos. Tendo recebido doações dos primeiros monarcas de Portugal, esta foi a mais importante casa do reino e é um dos mais importantes locais de Coimbra a visitar.
Sua escola chamou a atenção na época medieval, sendo considerada uma das melhores do país, contando com uma notável biblioteca.
Em 1507, o Mosteiro de Santa Cruz sofreu uma grande reforma, ordenada pelo rei Manuel I de Portugal, assim o mosteiro e a igreja, ambos foram reconstituídos e redecorados. Os novos túmulos tinham então um estilo manuelino e receberão os corpos de D.Afonso Henriques e D.Sacho I, os quais apoiaram sua fundação .
Sua fachada era parecida com a da Sé Velha de Coimbra, com uma torre central, hoje em dia, muita coisa foi modificada, mas certos aspectos ainda podem ser percebidos. Entre os anos de 1507 e 1513 duas torres laterais foram adicionadas.
O interior do templo foi recoberto por uma abóboda manuelina com obras projetadas por Diogo Boitaca e Marcos Pires
No século XVIII O mosteiro de Santa Cruz ganhou um novo órgão, todo em estilo barroco, essa belíssima obra do artista espanhol Gómez Herrera foi então instalado no mesmo, enriquecendo ainda mais o seu interior. Suas paredes foram redecoradas, agora com azulejos brancos. Na capela-mor os túmulos dos primeiros reis de Portugal podem ser visitados. Assim, você terá a oportunidade de conhecer as arcas tumulares novas, que foram concluídas em 1520 e pode se dizer que são as mais belas manifestações artísticas portuguesas desse gênero. Se você gosta de esculturas, posso lhe adiantar, que os dois túmulos possuem estátuas com detalhes gótico-renascentistas, realmente uma preciosidade, que não pode deixar de ser vista.
A sacristia é em estilo maneirista e possui quadros de ótimos pintores quinhentistas, cito os mestres Gão Vasco e Cristovão de Figueiredo.
Também podemos encontrar lá, a capela de São Teotónio , em estilo renascentista.
Caso você pense que acaba aqui, se enganou, pois na parte de trás do mosteiro há o Claustro da Manga, ou jardim da Manga, que é uma obra renascentista que reproduz a Fonte da Vida. Hoje esse lugar está isolado, só tendo se preservado a fonte no centro.
Como você já deve ter percebido, o Mosteiro de Santa Cruz é de grande valor artístico e preserva muito da história do povo lusitano. Na verdade ele foi reconhecido como Estatuto de Panteão Nacional em agosto de 2003, por conter o túmulo dos dois primeiros reis de Portugal.Estatuto este, compartilhado com a igreja de Santa Engrácia , em Lisboa .
Localizado na Praça 8 de maio, em Coimbra, esse magnífico mosteiro pode ser contemplado, mesmo enquanto você toma um bom vinho em um dos aconchegantes bares que há por lá. A entrada para a igreja é gratuita e para sacristia e claustro custa 2,50 euros (normal) e 1,50 euros a reduzida.
Na verdade, são passeios como este, que nos proporcionam momentos inesquecíveis, que não tem preço. Uma visita ao mosteiro é diversão aliada à cultura, para você e toda a sua família. Belíssima arquitetura, que vale a pena fotografar e divulgar para parentes e amigos.
O mosteiro de Santa Cruz abre todos os dias das 10:00 as 12:00 e das 14:00 as 18:00.

Endereço: Praça 8 de Maio, nº3, Coimbra
Endereço no facebook: http://www.facebook.com/pages/Mosteiro-de-santa-cruz-de-coimbra/112461265480024

Veja hotéis de Coimbra perto do Mosteiro de Santa Cruz.